sexta-feira, 28 de outubro de 2011

PEOJETO ACP - Aprender, Cooperar e Partilhar

O que é?
Um projeto de voluntariado e solidariedade social, a desenvolver ao longo do ano letivo, com a supervisão da psicóloga e das professoras Elisabete Gonçalves e Teresa Amaral, consistindo num sistema de interajuda entre pares em que um aluno mais velho e mais experiente serve de guia e orientador a outro mais novo, podendo dar-lhe apoio sistemático, semanal, ou pontual, em domínios como o absentismo, a desmotivação, a fraca autonomia no estudo ou em problemas de integração na escola.

Quais as atividades a desenvolver?
As atividades podem passar pela ajuda nas tarefas escolares (tirar dúvidas ou acompanhar na realização de trabalhos de casa), por conversas informais sobre dificuldades pessoais/escolares que passam por motivar os alunos para a adoção de comportamentos responsáveis na escola, ou, simplesmente, pelo apoio e companhia para os que se sentem mais desintegrados.

Como e quando decorre?
Tendo em conta as caraterísticas do projeto, a sua implementação decorre em três fases: seleção e formação dos alunos mais velhos, despiste e encaminhamento dos alunos mais novos e, finalmente, os encontros entre mentor e mentorado, que, acontecerão a partir do mês de janeiro.

Como se processam as candidaturas?
Ø Mentores:

Os alunos interessados em assumir a função de mentores, devem solicitar a ficha de inscrição ao DT ou junto dos Serviços de Psicologia e Orientação. A inscrição deve ser entregue ao DT ou Serviços de Psicologia e Orientação, até ao dia 25 de novembro.

Ø Mentorados:

Os candidatos a mentorados podem inscrever-se por iniciativa própria ou por indicação dos DT.

NOTA:

Para qualquer esclarecimento adicional devem contatar a equipa responsável:

Psicóloga - Fátima Alçada

Professoras - Elisabete Gonçalves

                  - Teresa Amaral


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

DESAFIOS DO MUNDO PROFISSIONAL


Como já vem sendo tradição, José Valente, presidente da Associação Empresarial SEMA, esteve connosco e partilhou, uma vez mais, saberes sobre as novas exigências do mundo profissional. As sessões realizadas, destinaram-se aos alunos do 10º ano dos cursos profissionais e tiveram o intuito de mobilizar os jovens para a realização de um percurso escolar de qualidade enquanto etapa fundamental para a futura integração no mercado de trabalho. Foram debatidas ideias fulcrais como a importância da disponibilidade para as aprendizagens e do saber enquanto maior património que podemos constituir, ficando o alerta para o papel fundamental que a escola e a necessidade de aprender ao longo da vida exercem na construção de uma  carreira de sucesso. Foi lembrada e reforçada a noção de que nada surge sem esforço e que tudo resultará melhor se nos sentirmos motivados e vocacionadas para as ações que desenvolvemos.
A seletividade crescente das entidades empregadoras, não deixa margem de dúvidas para a necessidade de uma mudança de mentalidades que passará, necessariamente, pela consciencialização de que é do saber acumulado que resulta a diferença entre aqueles que vencem e aqueles que vêm passar-lhes as oportunidades ao lado. Não desperdiçes cada aula e cada dia na escola.